terça-feira, 10 de novembro de 2015

1ª Palhaçatura Escola Livre de Palhaços

Cometemos a primeira Palhaçatura de palhaços do Brasil. A Eslipa- Escola Livre de Palhaços é a crença que vale a pena sonhar. Sonhar com um Brasil com a nossa cara, mostrando a nossa potência humana, a criação de novas possibilidades, construindo um futuro HOJE!

Abaixo algumas fotos de Micael Bergamaschi e depoimentos que retratam o que foi participar desta celebração.

Lembrando que as inscrições para 2016 estarão abertas a partir de dezembro. Informações aqui no site www.offsina.com.br e no Facebook do Grupo Off-Sina. 








Muito orgulhosa pela dedicação, empenho, compromisso, generosidade e amor dos palhaços e palhaças formados pela ESLIPA, na primeira Palhaçatura da nossa escola. Conquistamos a amizade de artistas maravilhosos das turmas 2015, 2014, 2013 e 2012. Gratidão a todos vcs que estão juntos nesta caminhada, nos apoiando, dando força, vibrando e acreditando que, nós, palhaças e palhaços, podemos transformar o mundo através do amor e da alegria.
Está só começando! Estamos juntos e misturados! 
Gratidão!
Lilian Moraes


Foi com muita emoção que participei da "formatura" da ESLIPA - Escola Livre de palhaços no último dia 30 de outubro na Escola Nacional de Circo. Na verdade foi a Palhaçatura - estes artistas são livres ao ponto de criar novas palavras repletas de sentido. Marcou-me a integração profunda entre as idades, as cores, as regionalidades, as deficiências, marcas de todos nós. Encantei-me com o acolhimento dado ao Jamelão e a reverência a uma criança especial que deixou-nos seu rico recado. Marcou-me mesmo foi a alegria, a espontaneidade, "desorganização" que diz para nós que este mundo tem jeito e que o caminho é pela arte. Agora, vida longa à ESLIPA e rumo à Sede Pública do Grupo Off Sina. Parabéns Currupita e Café Pequeno. Obrigado por nos acolher e inserir.
Reimont Otoni 


1ª PALHAÇATURA - 30 DE OUTUBRO DE 2015
Nunca imaginei na minha vida que iria viver um momento tão inusitado como esse. Uma Pa lha ça tu ra - que é a "formatura" de palhaços. Junte-se a isso ser essa ação ser no dia do teu aniversário, quando chegas a marca do 60 anos, e pra completar, você é escolhido como "paraninfo" que pra mim soa melhor PALHANINFO da turma de formandos de 2015 da Escola Livre de Palhaço - que chamamos carinhosamente pela sua sigla EsLiPa.
Várias estreias numa noite de estreias e significados nunca sentidos, nem pelos formando e nem por aqueles que contribuirão com a formação,num processo marcado pela troca constante de saberes.
Delícia viver esse momento, mesmo que parcial em sua principal noite, a Palhaçatura. Motivo: Tive que ficar da 15:30 as 22 horas escondido do grande grupo já que a minha presença seria mais uma das diversas surpresas dessa festa de companheir@s, de risos, de ritos, de choros e de prenuncios de muitas saudades e muita palhaçadas pra serem realizadas por esse Brasil afora pelo 21 formandos de 2015 - 100% da turma - que ainda contou com a participação de vários palhaços de turmas passadas e que também foram diplomados.
Isso no faz ver que a ESLIPA amadureceu muito em 2015, mais sem jamais perder o espírito de ousadia e soltura que rege a vida do Grupo Off-Sina em sua trajetória de vida. Acredito que essa ESCOLA - fora dos padrões da escola convencional - agora que conta com uma equipe de mestres e contra-mestres em fase de definição e que continua aberta a novas propostas, novos horizontes e novos desafios já pode se candidatar a ser a escola irradiadora da propagação da formação de palhaços pelo Brasil afora, contemplando inicialmente o Norte e Nordeste do Brasil onde essa oferta é quase inexistente e quando existe via oficinas e cursos não regulares tem um custo altíssimo e destinados aqueles que tem mais possibilidades de adquirirem essa aprendizagem.
Fico imaginando as palhaçaturas sendo realizadas por esse gigante afora, dentro dos circos e em seus picadeiros, nas praças, calçadas, ruas, na escolas, pátios de igrejas e até onde não possamos nem imaginar, se contrapondo ao ritual antigos da academia, com sua cores de enterro e enchendo o Brasil das cores vivas de vidas das vestimentas e maquiagens desses seres que até o sorriso é colorido.
Vamos viver mais palhaçaturas como a que vivemos agora no dia 30 de outubro de 2015 no Picadeiro da Escola Nacional de Circo na Praça da Bandeira no Rio de Janeiro e contar com o mais ajuizado batismo que já tive e que vivi que foi o realizado pelo mestre BIRIBINHA no Encerramento dessa inédita palhaçatura que agora arreganha as possibilidades de muitas outras.
Gratidão por ver, participar e puder viiver com intensidade esse momento tão significativo para todos os PALHAÇOS E PALHAÇAS do mundo.
Junio Santos


"Resgatar a inocência, a espontaneidade, a graça, a generosidade. Recuperar a alegria simples e ir de encontro aos desejos mais essenciais. Esses são alguns dos predicados que fui encontrando nesse caminho que a ESLIPA me proporciona. Isso é o que fui aprendendo dando aulas para uma porção de gente nova, de olhos brilhantes, que tem a palhaçaria como foco, como instrumento de expressão, de busca e de inserção no mundo. Aí, de repente, me elegem paraninfo, ou seja, padrinho de uma das turmas. Senti-me envolto em imenso carinho. Gente, compuseram uma música para que eu a dançasse em sua formatura, sua PALHAÇATURA! É muita honra! Na verdade eu é que reverencio essas presenças luminosas que dão sabor a minha vida. GRATO a eles e ao trabalho maravilhoso de Richard e Lilian a quem venho acompanhando com admiração há tanto tempo. E bota tempo nisso...Grato, Grato, Grato. Um beijo nos narizes! Pingo, (ou talvez, Michel)".
Michel Robin


Que noite!!! Quantas emoções. Indiscritivas. Mas tentarei situar a todos... A começar pela semana maravilhosa de vivência com o maravilhoso Biribinha e toda atmosfera da festa da palhaçatura. Na sexta dia 30, passamos o dia na Escola Nacional de Circo, Afinando os últimos retoques pra festa. Foi uma noite de muitos presentes e surpresas. Teve o presente dado pelo Grupo Off-Sina (como se ainda precisassem dar presente). Uma charge e um poema criado pra cada palhaço, que contou com a ajuda e descrição de surpresa do Jean Pessoa e do Tiago Carva. Eu ainda tive o prazer de fazer o som do espetáculo do biribinha. E agora começo a narrar : A grande surpresa!!! Junio Santos, (meu pai, rsss) do escolhido pra ser o Palhaninfo da turma de 2015. Só que ele não poderia estar presente, pois teria que participar de um escambo e além do mais, era seu aniversário. Pra ocasião ele mandaria um vídeo, que depois se tornou só um áudio. O Richard Riguetti e Lilian Moraes me pediram pra organizar o áudio pra ser executado na hora do palhaninfo. Na hora, depois de um esquecimento meu e de uma correria pra salvar a execução do áudio, da minha linda Beatriz Afonso de Barros .quando solta o áudio, Junio-cuscuz-pai aparece. Numa entrada triunfante e todos nos emocionamos muito com este momento, eu cai no chão do picadeiro e dizendo : Não acredito!!!. Foi lindo demais. Gratidão ao Richard e Lilian por sonharem que é possível recriar esse mundo com amor, afeto e alegria, através de seus trabalhos e da ESLIPA - Escola Livre de Palhaços!!!
Filippo Rodrigo 


Com muita alegria no coração chegamos ao fim...
Fiquem calmos, é o fim somente deste ciclo, que se iniciou em fevereiro e desembocou na nossa Palhaçatura na sexta-feira dia 30 de Outubro de 2015.
21 palhaços de todo o Brasil que passaram meses dedicados e debruçados sobre a arte da palhaçaria, uma arte do cuidado, do afeto, da entrega e do auto-conhecimento em prol do riso. O riso que foi santificado por Nietzsche, exaltado por Bergson, e já vem mostrando através dos anos qual a sua importância para o bem-estar da humanidade.
Esses palhaços foram irmãos e irmãs durante essa caminhada. Fiz amigxs, parceirxs, companheirxs.
Atores, circenses, brincantes, que de corpo e alma estiveram entregues ao processo com o que há de melhor em suas bagagens. Sexta nos despedimos deste processo com chave de ouro, mas que esses laços que nos deixaram fortes durante esses meses permaneçam no peito de cada um, aqueçam e proliferem cada vez mais o riso por aí.
Espero encontrar com cada um no cantinho de vocês, no trabalho de vocês, no fazer de vocês.
Durante esses meses eu cresci muito, e podem contar sempre com esse amigo aqui, agora GRANDÃO.
Obrigado a cada mestre que dedicaram suas práticas pedagógicas e aplicaram o saber popular do palhaço com muito carinho e respeito. Aprendi a respeitar ainda mais a nossa arte.
Obrigado aos idealizadores da Eslipa - Escola Livre de Palhaços, Richard Riguetti e Lilian Moraes do Grupo Off-Sina por acreditarem tanto no projeto, por acreditarem tanto em nós paspalhos.
Obrigado à Bruna Piccoli que desempenha com vigor a arte do servir da "gente de produção". Ao Paulinho com toda a sua simpatia e profissionalismo.
A cada um um beijo grande de até logo..
Até logo!
Renato Garcia


Ontem, na Escola Nacional de Circo, no Rio de Janeiro, a nossa Palhaçatura! Gratidão à todos os Mestres! Gratidão aos lindos Richard e Lilian do Grupo Off-Sina, por criarem a Escola Livre de Palhaços - ESLIPA, esse ninho que acolhe pessoas que saem transformadas pelo riso e pelo amor, que ali andam de mãos dadas. Depois saem por aí habitando ruas, praças, palcos e o coração das pessoas!
Márcia Venina


Mediante aos últimos trágicos acontecimentos desse final de semana deixei passar "em branco", digo sem a merecida homenagem, um momento tão importante. A Formatura do meu irmão! Engraçado quando falo para as pessoas que tenho um irmão palhaço, todos acham muito estranho, mas foi aí que comecei a aprender a respeitar as diferenças. Ele escolheu o que queria fazer e se dedica a isso, estuda, se desenvolve e se aprimora a cada dia com foco na profissão que ele escolheu. Admiro ele não só por isso, pela coragem e dedicação, mas pela esperança, por se dedicar a uma profissão esquecida e menosprezada pela grande massa. Eu lembro da minha infância e penso como amava palhaço, o circo. Se não existissem pessoas como meu irmão meus filhos não teriam essa mesma alegria na infância deles. A sociedade está endurecendo, mas meu irmão e a família dele são pura poesia que eu amo e admiro muito! Parabéns por mais essa conquista meu irmão! Estarei sempre na platéia da vida aplaudindo você com muito orgulho! 
Gabrielle Prado (irmã do Palhaço Graveto)


Como se chega a uma Palhaçatura?
Era uma vez, não?! Não é um conto de fadas, e sim uma história muito real. Dois palhaços que se encontraram por ai numa escola de fazer rir, acreditaram num futuro juntos - na vida e na arte - resolveram compartilhar seus conhecimentos, juntar artistas e palhaços do Brasil e do exterior e criar a Escola Livre de Palhaços (Eslipa) que possui mestres da arte de fazer rir e sonhar.
E que privilégio da Eslipa! Liberdade para criar, escolher seus mestres, seus alunos e isto fez toda a diferença. Como faz para ensinar estes alunos uma arte que possui tradição oral? Usa-se os conhecimentos dos mestres, registra-se estes conhecimentos por meio de pesquisas e assim garante-se que todos conheçam a arte circense. A Eslipa possui o acervo do Palhaço Treme-Treme e Corrupita. Publicou em 2014 o ebook Palhaços excêntricos musicais e agora prepara outro ebook surpresa para finalizar o projeto de 2015.
Pois é Palhaços criam escolas, fazem pesquisas e formam palhaços. Quanta generosidade com a sociedade, trabalhar a favor da cultura do povo para o povo, na rua.
Ufa! Assim se chegou a Palhaçatura, formatura de um grupo de jovens palhaços de diferentes cidades brasileiras que vieram para o Rio de Janeiro estudar na Eslipa.
Parabéns Richard Riguetti e Lilian Moraes pelo sucesso da Eslipa. Café Pequeno e Currupita são os palhaços mais bonitos do Brasil.
Orgulho demais por fazer parte do Grupo Off-Sina 
Erica Resende

Nenhum comentário:

Postar um comentário