ENTREVISTA - ESLIPA 2018

ENTREVISTA

1. Descreva aqui sua experiência na convivência com coletivos, grupos e/ou companhias artísticos culturais.

2. Já fez algum curso, oficina e/ou workshop de palhaço? Com quem e onde? O que aprendeu? E como está aplicando o aprendizado?
3. Já assistiu algum espetáculo do Grupo Off-Sina e/ou de alguns dos mestres da Eslipa ou de outro palhaço, nos últimos 3 anos? Que espetáculo e o que sentiu?

4. Como pretende garantir a sua presença, pontualidade, entusiasmo e dedicação artística ao longo dos nove módulos da Eslipa?

5. Tem alguma experiência em produção, divulgação, montagem e
desmontagem de cenário, transporte e armazenamento de material de espetáculos (instrumentos musicais, figurinos, aparelhos circenses, maquiagem, equipamento de som, entre outros)?

6. Já leu algum livro relativo a palhaço/circo/teatro/música? Qual?
7. Qual é o nome do(a) seu(sua) palhaço(a)?
8. Fale sobre seu trabalho como palhaço(a).


Comentários

  1. É tudo que mais amo nessa vida, em meu coração sempre houve este sonho maravilhoso de ser e viver uma palhaça, não tenho muitas experiências, já fiz o workshop com a trupe cantarola - imersão. Visito crianças hospitalizadas com câncer, crianças de comunidade e igreja, o meu relacionamento com as artes é de escola e igreja pois sempre amei de mais teatro, gostaria muito de uma chance para participar desta escola, em questão a horário e pontualidade isso sempre tive desde que fiz um curso onde aprendi muito sobre isto. Sou grata a todas as portas que tem Deus aberto e adoraria ou melhor iria amar que mais está fosse aberta também por Ele. Beijos a todos e fico feliz desde já em saber dá existência de vocês é o trabalho lindo que fazem, que Deus os continuo abençoando.

    ResponderExcluir
  2. Saudações amigos, meu nome é Sollano Gomes Vasconcellos, moro em Cabo frio, tenho 20 anos. Sou apaixonado pela arte de viver da arte!

    1 - Sou aluno do Espaço Cultural Circolo Social de Criação, uma escola de circo situada na cidade de Búzios. Esse contato me condiciona a desenvolver habilidades físicas, pensamento criativo e trabalho em equipe. O projeto atende a 300 alunos- crianças, jovens, adultos e idosos. A troca de momentos e experiência é riquíssima. O projeto possibilita o primeiro contato com o circo, de uma forma disciplinada, criativa e muito produtiva. Temos aula de artes cênicas, acrobacia de solo, acrobacia aérea e malabares. Apresentamos no mês de novembro desse ano o espetáculo "Alvorada". Foram 6 dias de apresentação e um público total de mais de 2 mil pessoas. O projeto é dirigido por Antônio Carlos Pap(Formado na Escola Nacional de Circo), Aristeu Parreiros(Formado na Escola Nacional de Circo) e Marina Makhohl(Formada em Artes Cênicas pela UniRio).

    Também faço parte do IFFCENA- Teatro de Escola. Um grupo de jovens estudantes do IFF - Cabo frio, que são apaixonados pela arte. Um grupo empenhado e destemido. Contamos com a orientação do grande mestre Jiddu Saldanha(Ator, mímico, professor de teatro.) e do professor Carlos Eduardo Aldighieri(História da Arte e Audiovisual).

    Faço aula de violão no IFF com o professor Rômulo Gomes, grande mestre da música.

    Sou muito grato pela oportunidade de estar tendo contato com grandes mestres da arte. Espero poder ter esse contato com os mestres da ESLIPA.

    2- Nunca fiz um curso específico de palhaço. Tenho um contato ocasional com a palhaçaria através do Jiddu e do Pap, os dois são palhaços.

    3- Já assisti o mestre Jiddu Saldanha em ação.

    Dia 27/12/2017 fui na pré-estreia do espetáculo "Amaluna" do Cirque Du Soleil. Foi um momento mágico na minha vida, um divisor de águas. Sai da lona convicto que dedicarei minha vida a arte.

    4- Moro em Cabo frio - RJ. Pretendo nas semanas de aula, dormir no Rio de Janeiro, tenho algumas possibilidades de estadia, logo, vou estar no RJ especialmente para as aulas, me antecipando e dando prioridade os encontros. Estou convicto a me dedicar a arte, portanto, entusiasmo e dedicação estão transbordando!

    5- Tenho certa experiência em produção e divulgação de eventos. Sou bolsista do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas, onde realizamos eventos periodicamente.

    6- Sim. Já fiz estudos sobre "A preparação do Ator" de Constantin Stanislavski. No momento estou lendo "Cirque Du Soleil - A Reinvenção do Espetáculo" de Bacon, John U. / Heward, Lynn.

    7- O nome do meu palhaço é "Luz".

    8- Visito a APAE de Cabo Frio voluntariamente para fazer parte da recreação dos aluno. Jogo malabares e brinco com eles. São momento de uma troca riquíssima! Ambiente super aconchegante. O amor paira no ar.

    Renovação e evolução! Muito amor!

    ResponderExcluir
  3. Eu fiz um curso de palhaço com no Rafael senha e a ligia caboclo no rio de janeiro. Foi a minha primeira experiência, fiquei encantada , me apaixonei , tenho pouca experiência mas muito a aprender, hoje tenho disponibilidade de tempo, não trabalho mais, fui professora da rede pública. Trabalho como voluntária, trabalho com crianças em minha comunidade.
    Tenho muito interesse em participar do processo seletivo.
    Grata pelo carinho

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Hey queridos!
    Meu nome é Rodrigo Verly e tenho 36 anos. moro no Méier, na zona norte do Rio de Janeiro. Já algum tempo tenho estado em contato com alguns coletivos da cidade do Rio, como o Leâo Etiope do Meier, o Teatro DyoNises, participando ora do teatro como do OcupaNise, pude nesse intento produzir uma canção junto ao mestre Edu Viola e coletivos de poesia como o Ratos Diversos e SarauOCa. Estive também ocupando o Ministério da Cultura no processo de impeachement da Dilma, vivendo junto à ocupação do Capanema por cerca de 1 mês. Já algum tempo desejo entrar no universo da palhaçaria, muito pelo trabalho social que vejo sendo desenvolvido por palhaços pela cidade e pela atitude artística popular, social e pública de ocupação dos espaços e territórios e marginalizados no universo das artes.Quanto aos espetáculos creio que não, mas sempre em contato com estes encontros como com a amiga Catharina Lessa, Junio Santos, Julia Pastore que desenvolvia um trabalho no Nise da Silveira. Minha experiência em produção se resume há freelas como assistente, colaboração com coletivos, pude idealizar e co-produzir o Sarau Quebradas de um projeto de extensão da UFRJ, produzi uma mesa de poesia que ingressou o Paixões de Ler da SMC em 2017, e no fim do ano numa montagem de conclusão do curso de preparação e desenvolvimento de atores do Nossa Senhora do Teatro, em que o grupo que estive encenou O Animal do Tempo de Valere Novarina e todos participamos de todo processo, da direção, radaptação, produção e atuação inclusive ganhando prêmios na mostra da Escola no âmbito da inovação(gambiarra), direção de arte, cenárioo e trilha sonora que foi toda autoral. Pretendo estar nas oficinas com bastante presença e intensidade(tenho ascendente escorpião), pois se trata de uma vontade expontânea de participar e me desenvolver neste universo. Nunca li livros sobre palhaços mas muitos sobre artes em geral, como teatro, poesia e música. Destacaria entre meus favoritos os textos de Artaud, poetas como Fernando Pessoa e Manoel de Barros e na música me interesso por estudos relativos â antropologia como o Canção Brasileira de Santuza Cambraia Naves já falecida. Nas artes plásticas gosto muito da obra de Kandinsky, como o Espiritual na arte.
    Como nunca fiz palhaçaria meu palhaço ainda não possui nome e espero que possa receber algum durante o processo e a experiencia do curso.
    Desde já agradeço por oferecer esse valioso trabalho ao cidadão do Rio de Janeiro.
    Rodrigo Verly

    ResponderExcluir
  6. Olá meu nome é Mauricio Riquelme, sou do Chile e tenho 31 anos.
    1- No Chile participei de 2 casas ocupas onde se realizavam oficinas de artes circenses, uma chamada Ramón Ramón e outra chamada Ocupa Aki.
    Atualmente não participo ativamente de um coletivo.
    2- Fiz uma oficina de circo há muitos anos; aprendi a fazer algumas esculturas com balões e me dediquei 100% a essa área. Atualmente trabalho com isso.
    3- Estive presente na iniciação de uma amiga no largo do machado; assisti o show e me diverti muito, foi muito bom ver as pessoas participando de um momento tão importante.
    4- Tenho uma empresa independente, posso organizar meus horários de acordo com as aulas. Preciso ser responsável com meus clientes, porém sempre chego pontual em todas minhas atividades, consciente do transito da cidade.
    5- Organizei vários seminário de arte com balões, atualmente estou organizando um na cidade de São Paulo; para a área circense terei os mesmos cuidados.
    6- Li um livro de Cláudio Thebas chamado O palhaço. Alguns livros de mágica também.
    7- O nome do meu palhaço é Fish-X
    8- Tenho vários brinquedos de mágica, gosto muito de realizar efeitos de mágica errando para no final dar certo... várias repetições até desesperar as pessoas até dar certo. Muita facilidade para realizar esculturas com balões, posso contar historias ou fabricar brinquedos muito rápidos, ou improvisar desafiando a qualquer pessoa pedir alguma escultura e conseguir fazer ela na hora sem demorar muito tempo.

    ResponderExcluir
  7. Meu nome e Wanderson fiz workshop de doutores da alegria trabalho como palhaço a 3 anos faço malabares perna de PAL pirofagia arte com baloes atualmente trabalho como palhaço em escolas, abrigos,creches e festas partículares

    ResponderExcluir
  8. José Ivan Brigido Pinheiro - Juazeiro do Norte/CE

    2. Já fez algum curso, oficina e/ou workshop de palhaço? SIM - Com quem e onde? FESTIVAL DE CIRCO NO REFICE PELA RCMBR - MARCIO LIBAR - ANJOS DO PICADEIRO RJ- PACO PACOLMO - MARCOS CASUL - CHACOVACHI EM FORTALEZA - OCELIO - CCBNB JUAZEIRO DO NORTE/CE E INTERCABIOS COM OUTRAS ESCOLAS DE CIRCO que aprendeu? APRENDI QUE COM A ARTE DO PALHAÇO POSSO E TENHO OBRIGAÇÃO DE FAZER COM QUE ESSA ARTE CHEGUE EM TODOS OS LUGARES POIS TODOS NOS PRECISAMOS SORRIR, APRENDI QUE O FAZER SORRIR PODE SER TAMBÉM UMA FERRAMENTA DE CONSTRUÇÃO SOCIAL, SORRI DE QUE ? SORRIR PRA QUE ? SER UTIL PARA DAR A OUTRO A SUA UTILIDADE, APRENDI A SER MAIS HUMANO, APRENDI ALGUMAS TÉCNICAS DAS PALHAÇARIA. E como está aplicando o aprendizado? APLICO EM GRUPOS DE ESTUDOS AQUI NA ONG JURITI, NO SESC JUAZEIRO E NOS GRUPOS OS QUAIS TENHO OPORTUNIDADE DE PASSAR DESDE 2004 FAÇO PARTE DO CIRCO ESCOLA DE ECOCIDADANIA JURITI, E DESDE ENTÃO O OLHAR DO PALHAÇO ME POSSIBILITA TER UMA APROXIMAÇÃO MAIS SINCERA E SINGELA COM AS CRIANÇAS E COM OS GRUPOS OS QUAIS TEMOS CONTATOS.

    3. Já assistiu algum espetáculo do Grupo Off-Sina e/ou de alguns dos mestres da Eslipa ou de outro palhaço, nos últimos 3 anos? Que espetáculo e o que sentiu? DO GRUPO NÃO, MAIS JÁ ASSISTIR ALGUNS ESPETÁCULOS, OS CLÁSSICOS DA PALHAÇARIA. GUERRA FORMIGAS E PALHAÇOS,. O PALHAÇO MAGICO,.

    4. Como pretende garantir a sua presença, pontualidade, entusiasmo e dedicação artística ao longo dos nove módulos da Eslipa? ENTÃO, EU NÃO SOU DO RIO, MAIS ACREDITO QUE SE TRATA DE ALGO MUITO ESPECIAL PRA MIM E FAREI UM POSSÍVEL PARA IR, VEJO QUE ESSA É A HORA DE APROFUNDAR MAIS NESTA ÁREA; DEDICAÇÃO TOTAL; ENTUSIAMOS AO MAXIMO, POIS SERA MUITO IMPORTANTE PARA MIM E ESPERO RETRIBUIR E CONTRIBUIR DA MELHOR FORMA TAMBÉM.

    5. Tem alguma experiência em produção, divulgação, montagem e
    desmontagem de cenário, transporte e armazenamento de material de espetáculos (instrumentos musicais, figurinos, aparelhos circenses, maquiagem, equipamento de som, entre outros)?
    SIM, NOS PROJETOS QUE TRABALHO ORGANIZAMOS AULAS ESPETÁCULOS QUE REQUER TODA ESSA DEMANDA DE MONTAGEM, FIGURINO, APARELHOS, TRANSPORTE, MAQUIAGEM, PRODUÇÃO E ORGANIZAÇÃO.

    6. Já leu algum livro relativo a palhaço/circo/teatro/música? Qual?
    A NOBRE ARTE DO PALHAÇO DE MARCIO LIBAR- ELOGIO A BOBAGEM DE ALICE VIVEIROS DE CASTRO, E VÁRIOS ARTIGOS RELACIONADOS AO UNIVERSO CIRCENSE, SOU ACADÊMICO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E A CONSTRUÇÃO DO MEU TCC SE DAR NA LINHA SÓCIO EDUCATIVA DAS PRATICAS CIRCENSES, ENTÃO LEIO MUITO COISA DE BORTOLETO, DUPRAT E ENTRE OUTROS, LI TAMBÉM, INTRODUÇÃO A PEDAGOGIA DO CIRCO I E II.

    7. Qual é o nome do(a) seu(sua) palhaço(a)?
    GRUGUMIM

    8. Fale sobre seu trabalho como palhaço(a).
    DESDE DE 2004 TRABALHO EM UM CIRCO ESCOLA ENTREI COMO ALUNO E AOS POUCOS FOI TOMANDO GOSTO PELO CIRCO E PELA ARTE DA PALHAÇARIA - TRABALHO EM LOJAS - SEMÁFOROS - FESTAS DE ANIVERSÁRIOS - ESPETÁCULOS - AÇÕES SOCIAIS E AULAS E OFICINAS DE PALHAÇO PARA AS CRIANÇAS DA COMUNIDADE.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

EDITAL ESLIPA 2018